sexta-feira, 15 de março de 2013

Conto Erótico: Eu e meu cachorro comemos o meu amigo e a sua esposa

Sou associado do Clube de Casais Liberais e recentemente conheci um casal de amigos do clube em minha residência. Moro numa casa com um quintal grande em um bairro nobre da minha cidade.
Eles me escreveram e começamos a trocar telefonemas), já que tenho um telefone fixo no celular), o qual, permite que eu receba ligação interurbana como local. Depois de muita conversa por telefone e pela internet eles resolveram viajar até minha casa para nos conhecermos.

Assim que chegaram em minha residência, fomos logo nos entendendo. Ele (adão) é bissexual (come mulher e adorar dar para homem), tem 30 anos, profissional liberal, branco, meio gordinho, lisinho e vasectomizado.
 
Ela, (Eva) é um morena de parar o trânsito, tem 29 anos, é dentista, dona de um sorriso lindo, boca carnuda, seios pontudos e bicudos, cabelos longos castanhos escuros lisos com uma bunda fenomenal.

Depois de muita conversa e de umas doses de caipirinhas com um torresmo fritinho, que ofereci ao casal que me visitava, resolvemos fazer um churrasco no quintal. A casa é toda murada, com muito verde no jardim. Como estava quente naquele sábado disse a Eva que poderia ficar a vontade e se desejasse poderia tomar um banho no box em minha suíte ou usar o chuveiro do jardim para se refrescar.


Ela imediatamente tirou a roupa, ficando somente de calcinha rosa transparente que imediatamente já me deixou de pau duro. Quando olhei para os seus seios fiquei louco de tesão. O volume em meu short era enorme. Meu pau estufava no shorte... Ela percebeu que eu a fitava e disse;

Gosta de ver? Associe-se!

- Quero esse seu pau todinho em mim enquanto eu como meu cabrito... Você topa?
Respondi com um aceno de cabeça. E logo percebi que o adão adorava dar o cú pra ela enquanto ela dava para outro homem.

E continuei preparando a churrasqueira para fazer o churrasco. O fogo estava começando a transformar o cartão em brasa e fui até a cozinha pegar a carne na geladeira. Estava na cozinha colocando o sal grosso na mesma e a Eva pedia uma água gelada. Ao lhe entregar o copo para colocar a água ela meteu sobre o meu shorte e disse:

Estou molhadinha, minha bucetinha está piscando por causa desse Ca. Adoro pau grande...
Eu imediatamente coloquei a jarra d`água e o copo sobre a mesa. Ela segurou minha mão e levou até a calcinha que cobria sua xana. Puxou a calcinha para o lado com a outra mão e disse;

- Sinta com seus dedos como ela está quente, molhada e piscando...
Eu passei meu dedo naquela gruta e senti toda a umidade que ela continha. Senti um grelo grande e duro na entrada daquela grutinha. Ela rapidamente forçou para eu retirar minha mão e tirou sua calcinha. Foi quando vi o tamanho do grelo dela, quase 5 centímetros.
Ela disse:

- Gostou gostoso? Quero que você coma meu cú agora e toque uma siririca na minha buça. Se fizer eu gozar 3 vezes seguidas, entro em delírio porque sou multi-orgásmica. Depois disso te dou minha buceta quando tiver comendo meu viadão (adão). Ele adora me dar enquanto sou comida.

Ela não precisou falar mais! Ali mesmo coloquei seus braços em cima de uma cadeira para ela ficar de quatro e meti minha pica naquele rabo... Ela rebolava e falava palavras obscenas e safadas... Comecei a tocar uma siririca nela com uma das mãos e a outra segurava-a pelos cabelos. Ela urrava de prazer... E logo veio o primeiro gozo dela...

- Que gostoso, cavalo, cachorro me fode. Estou gozando gostosooooooooooooooooooo... Não para, quero mais!

Nesse instante vi que o adão estava na frente dela. Totalmente pelado e com um piruzinho pequeno e durinho que logo foi tocado por uma das mãos da Eva, que entre gemidos disse:
- Mee dá esse pirulito meuuu viadinho, meuuuu corninho... Goza na minha boca para eu te comer gostoso safadinho...

Ele socava o pintinho dele na boca dela, se curvava e rebolava pra ela.
Aquilo me deu mais tesão, e meu pau, entrava e saia daquele buraquinho quente dela. Meu dedo sentia sua xana encharcada... Deslizava meu dedo em seu grelo e rapidamente o enterrava na sua buceta, e logo ela gozou pela segunda vez. Nesse momento vi que seu marido despejava uma dose de porra na boca dela. Ela balbuciava palavras pra ele do tipo:
- isso safadinho, me dá esse leitinho gostoso para abrir meu apetite. Goza mais amor, se gozar de novo vou te comer todinho. Se não gozar vai dar para esse macho que me come agora. E começou a tocar uma punheta com uma das mãos naquele pequeno membro.
Eu comecei a observar a cena para saber se ele daria pra ela ou pra mim. Logo em seguida ele gozou na mão dela. Ela passou aquela pequena quantidade de porra em sua cara.


Vai lá lamber gostoso minha buceta corninho! Ele imediatamente entrou por baixo da barriga dela e começou a lamber sua buceta. Eu retirei minha mão da xana dela e a segurei pelas ancas. E chamei meu cacete naquele couro. Ela estremeceu e começou a gozar continuadamente. Seu corpo tremia todo. Ele chupava a buceta dela e apalpava minhas bolas. Segurei firme aquela morena pela cintura e socava meu pau em seu cú. Entrando e saindo. Entrando e saindo. Senti minhas pernas tremerem anunciando que eu estava para gozar. Mas segurei e aproveitei aquele momento. Tinha que aceitar que ela decidisse quando terminar.

Ela gozava, gozava, gozava, gozava, sem parar. Seu corpo estava suado e escorregadio. Foi quando subitamente ela caiu sobre o marido dela. Ficaram os dois esticados no chão.
Fui tomar uma ducha e quando voltei para pegar a carne, vi ela vestida com uma calcinha que tinha um dildo (pênis de borracha). Ele agora que estava de quatro com a cara no assento da cadeira. Ela começava a colocar aquele gigante na bunda do marido. E dizia:
- Puto me dá esse rabinho. Quero arrombar você hoje. Vai virar minha putinha, vai ficar usando vestidinho o dia todo. Vai ser minha escravinha enquanto dou minha buceta para o nosso anfitrião...

Chat com WebCam ao Vivo!Aquela cena me deixou de pau duro novamente. Ao vê-la de quatro em cima do marido, peguei um salaminho na geladeira e meti naquela bunda deliciosa, que parou de rebolar para receber o salame.

Ela disse:
- Amor come minha bucetinha agora! Por favor! Me rabo tá ardendo de tanto que dei pra você! Ai que pica gostosa! Não tira agora amor, fode meu cuzinho e depois come minha bucetinha!
Nesse momento coloquei minha vara na direção daquela gruta, ela abriu mais as pernas e ela entrou escorregando! Eu socava ela e ela socava o marido!

O salame estava todinho dentro do cú dela. Minha vara todinha na buça dela. E ela enterrava o dildo no cú do marido!! Não demorou para ela começar a gozar e a tremer. Ela entrou em erupção! Não parava de gozar! Tremia!!!!!!! E tremia!
O marido gritava, ela gritava e eu urrava de tanto tesão... Comecei a fazer um movimento de vai e vem, sem deixar de segurar o salame que estava dentro dela.
Gozamos sem parar! E caímos pelo chão!

Ela sentou na cara do marido e disse:
- Escravinha, quero que você me deixe sequinha! Pode lamber meu cuzinho e minha xaninha!
O Adão obedeceu e começou a lambê-la!
Ela fez um sinal com uma das mãos em minha direção, dizendo:
- Vem cá meu garanhão quero chupar esse pauzão delicioso. Eu não demorei em aproximar-me dela, que logo começou a lamber o meu pau!

Nesse exato momento vi que um de meus cachorros (raça labrador) ficou solto, e já estava comendo o marido dela... Esse cachorro é novo e manso e gosta de uma sacanagem...
Foi um final de semana com muita sacanagem e prazer.

Mas os detalhes desse acontecimento ficará para outra postagem! Por enquanto, fico por aqui! Comente, compartilhe e se interessar deixe seu e-mail para nos conhecermos!


.


Acesse http://www.cigarro-sem-nicotina.blogspot.com.br e saiba mais sobre o cigarro sem nicotina e sem toxina!

Ganhe até/mais de R$ 3.000,00 mensais para fazer amigos liberais!

Video Concurso Dançarinas do Funk
Clique Aqui para saber mais ou aqui para receber informações  ou ligue (sem ddd) 4062-0852 ramal1 250 ou (tim) 04121 8303-5604 no horário comercial!

Assita um striptease agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Postagens populares

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *